Início Notícias Adelaide Kane Galeria Site AKBR TV
Bem-vindo ao Adelaide Kane Brasil, a sua primeira e mais completa fonte sobre a atriz Adelaide Kane. Aqui você vai encontrar diversos vídeos, entrevistas, fotos e diversas notícias. Acesse a nossa galeria para diversas fotos em HQ da Adelaide. Site criado de fãs para fãs com o intuito de os manter informado. Acompanhe nossas redes sociais para ter sempre o melhor conteúdo.
6
outubro
2017

OUAT: Adelaide Kane dá detalhes sobre Drizella e conta como é trabalhar com o elenco

Once Upon a Time está passando por uma importante reformulação rumo à 7 temporada, o que significa novos personagens, novos locais, e até mesmo uma nova maldição. Para se manter atualizado de todas essas mudanças, EW irá trazer para você entrevistas com o elenco – novo e velho – junto com os produtores executivos Adam Horowitz e Edward Kitsis ao longo das próximas duas semanas até que o drama conto de fadas da ABC retorne.

Lady Tremaine não é a única nova vilã no pedaço em OUAT.

Fazendo jus ao seu nome,  Drizella (Adelaide Kane) filha de Lady Tremaine (Gabrielle Anwar) é realmente  uma perversa irmã-adotiva.

Nós vamos conhecer Drizella durante a premiere de OUAT em Hyperion Heights, onde sua contraparte amaldiçoada é Ivy Belfrey, uma milenar que trabalha para sua abominável mãe, uma poderosa construtora que tenta valorizar com construções a vizinhança e, então, põe para fora da cidade a personagem do conto de fadas. Mas Drizella (e Ivy) não devem ser subestimadas. Assim como os chefes de OUAT adiantaram, ela aguentou muito abuso de sua querida mãe, mas isso não deve durar por muito mais tempo. EW se atualizou com Kane para conseguir o furo sobre sua nova personagem.

EW: Como foi seu primeiro dia no set? Você estava nervosa por entrar neste já estabelecido show que está sendo refilmado?

ADELAIDE KANE: Um pouco. Entrar em um novo show sempre dá um pouco de nervosismo, especialmente em um tão bem estabelecido e com uma mistura de novas pessoas e pessoas que estão na série desde o 1º dia, então, você está sempre um pouco nervosa, do tipo: “ Como será a dinâmica, como o diretor será?” Você não sabe muito sobre seu personagem, então você tem que construir esse personagem e com sorte fazer alguma coisa legal e divertida com ele. Então fiquei um pouco ansiosa, mas foi incrivelmente amável e maravilhoso trabalhar com todo mundo. Lana [Parrilla] tem sido uma alegria absoluta e incrivelmente atenciosa, e todas as novas pessoas do elenco são simplesmente adoráveis e tão animados por estar lá. Isso é empolgante. Eu sei que a refilmagem é muito empolgante pra todo mundo, provar algumas coisas novas, agitar um pouco as coisas.

EW: Você já assistiu o show ou você começou a assistir depois que você foi escalada para se atualizar?

ADELAIDE KANE: Eu assisti. É muito difícil não assistir a série. Eu digo, é tão enorme, tipo tantos expectadores em 190 países. É tipo difícil deixar de assistir isso, mas eu tinha assistido a alguns episódios antes e mesmo assim eu os assisti novamente quando consegui  a audição. É um conceito muito fofo, sabe. Muitos de nós cresceram na Disney, e eu realmente gosto de como eles têm incluído as novas linhas de história da Disney, como a história de Frozen e a Princesa e o Sapo. Isso é  super legal.

EW: Nos fale sobre a personagem Drizella.

ADELAIDE KANE: Oh, Deus. Drizella, Drizzy. Irmã adotiva do mal e perversa. Eu não sei se ela é do mal, mas é muito divertido interpretá-la. Eu visto roupas muito muito fofas. Meu slogan para ela é reservada e vadia. Ela parece uma jovem forte e levemente boba e é simplesmente muito bonita e ela é como aquela valentona horrível da escola, exceto que ela não sabe como ganhar as pessoas pro lado dela, então ela é simplesmente solitária, geniosa, malévola, sarcástica e miserável o tempo todo. Tem sido muito divertido. Eu tenho umas falas muito engraçados onde eu posso simplesmente dar respostas atravessadas nas pessoas. Eu tenho tido dias maravilhosos. Ela é muito divertida. Ela é a pior, de um jeito muito hilário.

EW: Qual dinâmica ela tem com a mãe dela?

AK:  Sua mãe pensa que ela é inútil, que ela é absolutamente inútil, e pega pesado com ela, trata-na como uma escrava, mas pelo menos ela é uma escrava que usa Christian Dior e Alexander Wang. Então, de certa forma é uma lavagem cerebral em que ela pensa que tem que ficar nesse papel, como uma serva, mas na mente de Drizella, pelo menos isso é melhor do que ser a Cinderella. Pelo menos ela tem suas lindas roupas, um lugar bonito para sair, um salário e um trabalho que dá a ela um razoável poder. Então, ela pode mandar nas pessoas ao seu redor do mesmo jeito que a mãe dela manda nela. Mas a mãe dela está sempre desapontada com Drizella, e ela é muito, muito controladora, quase uma mãe que não deixa o filho respirar, mas Drizella nunca consegue – não importa o quanto tente – alcançar as expectativas dela.

EW: Como isso se manifesta para Ivy, a contraparte de Drizella em Hyperion Heights?

AK: A mesma coisa, mas em realidades diferentes. Para piorar, ela trabalha para sua mãe, então ela não é somente incompetente como filha, mas também como assistente, como uma mulher profissional. Ela está sob o olhar da sua mãe todos os dias, não apenas no trabalho, mas também em casa. Ela não pode realmente escapar dela, e sua mãe se tornou seu mundo, não por escolha própria, mas por ser tão incrivelmente controladora de sua vida.

EW: Vamos falar sobre Hyperion Heights. Roni é basicamente o bar da vizinhança em que todo mundo vai e se reúne?

AK: Sim, é o bar local de todo mundo. Parecer ser o único que faz algum dinheiro na cidade, o que faz sentido porque eu acho que mesmo essa versão de Regina, ela continua sendo uma habilidosa mulher de negócios. Ela continua sendo uma mulher esperta. Nada disso mudou, então não me surpreende que ela tem o bar de maior sucesso na cidade. [Risadas]

EW:  Que tipo de dinâmica Ivy tem com personagens tipo Roni, Rogers e quem quer que Gold seja agora?

AK: Ela entra em contato com muitos desses personagens através de sua mãe, tipo fazendo o trabalho sujo dela, fazendo tarefas  e geralmente sendo deixada para limpar as bagunças dela, entregando notícias ruins, sendo a mensageira do dia – mas todo dia, ela não tem descanso. Então a rivalidade dela com Jacina é muito interessante, porque enquanto ela tem dó de Jacinda e de todo sua situação, eu acho que ela também tem inveja dela. É muito difícil que Jacinda esteja lutando para cumprir prazos e fazer as coisas darem certo, mas muito desse ódio e dessa rivalidade vem de Ivy vendo-na como sendo livre (de certa forma), e ela não é. Ela não é parente de sangue, enquanto Ivy não pode verdadeiramente escapar dela.

EW: De tudo que você falou, Drizella não parece o tipo de pessoa com quem se deveria sair.

AK: Ela é muito irascível. Bem lá no fundo, ela tem sido abusada emocionalmente por anos por uma mãe indiferente, negligente, controladora e obsessiva. Não há moleza para ela. Ela é basicamente só uma criança indefesa no corpo de uma mulher adulta rindo de todos que se aproximam dela, porque ela não tem fé e nem confia em nada e em ninguém e todo seu mundo se tornou em apenas fazer sua mãe feliz, então sua vida não fica mais difícil do que já é.

Once Upon a Time retorna na sexta, 6 de outubro às 21h(horário de Brasília). FONTE