Início Notícias Adelaide Kane Galeria Site AKBR TV
Bem-vindo ao Adelaide Kane Brasil, a sua primeira e mais completa fonte sobre a atriz Adelaide Kane. Aqui você vai encontrar diversos vídeos, entrevistas, fotos e diversas notícias. Acesse a nossa galeria para diversas fotos em HQ da Adelaide. Site criado de fãs para fãs com o intuito de os manter informado. Acompanhe nossas redes sociais para ter sempre o melhor conteúdo.
18
novembro
2017

Precisamos falar sobre ansiedade: Problema sofrido pela Adelaide e muito cupkanes

an·si·e·da·de

(latim anxietas, -atis)
substantivo feminino
1. Comoção aflitiva do espírito que receia que uma coisa suceda ou não.
2. Sofrimento de quem espera o que é certo vir; impaciência.

Não, a ansiedade é muito mais que isso. Ansiedade não é somente impaciência, é um estado psíquico, uma apreensão provocada pelo receio/medo de eventos futuros que sejam possivelmente perigosos ou desagradáveis, perante a perspectiva pessoal de cada um.

Adelaide, quando se mudou da Austrália para Los Angeles, afim de perseguir o seu sonho a nível da representação enfrentou um colapso nervoso, adjacente do fracasso da sua busca por trabalhos após ter realizado somente um filme. Depois disso, durante dois anos, apenas conseguiu papéis em filmes com orçamentos baixos e insignificantes a nível cinematográfico. A atriz passou por um cem número de dificuldades durante esse período mas todas elas a ajudaram a crescer e a tornar-se mais forte emocionalmente. Hoje em dia, Adelaide ainda luta contra a ansiedade, tal como a própria disse em entrevista ao E! News em 2013, “Eu sinto muito fortemente a ansiedade e depressão. Eu sofro de ansiedade, e é difícil para mim às vezes“.

Adelaide também sensibilizou todas as pessoas sobre todo o tabu em que as doenças mentais estão envoltas, tal como disse, “As pessoas subestimam esse tipo de saúde mental , há um estigma associado a ela e eu acho que isso é errado.”

Desta forma, e com o objetivo de ajudar a quebrar este estigma associado à ansiedade convidamos alguns dos nossos seguidores a relatar os seus problemas com ansiedade, seguem-se alguns desses desabafos:

“Então, eu sou completamente insegura, já tive depressão (me tratei) e eu fico desesperada em situações que saem da minha zona de conforto. Até briga na internet é fim do mundo pra mim, eu realmente sofro. Eu vou começar a me tratar agora e espero que eu melhore. As pessoas acham que eu sou doida e exagerada mas ninguém sequer se oferece pra me ajudar, só aparece gente pra me condenar e julgar. Muito obrigada mesmo por falarem sobre isso, vcs sao mais que o melhor update da Adelaide, vcs são uns anjos 💓”

“Eu sofro de ansiedade e hoje tomo remédio antidepressivo pra controlar. Já cheguei num ponto de não conseguir colocar a cara pra fora da janela de casa, de chorar quando tava conversando qualquer coisa com qualquer pessoa. É bem descontrolado e só quem vive e lida com isso sabe como é uma vitória se sentir leve e ajudar os outros sabe? Dar a mão e saber que vai ficar tudo bem. Fiquei muito feliz de ver vocês falando disso, de verdade. É até um alivio porque é uma coisa tão fechada e antes de ter eu achava que era fraqueza. Então sério, brigada por abrir um pouco mais os olhos das pessoas 💙”

“Até hoje eu sofro muito de ansiedade, mas teve um ano da minha vida que eu vivia direto em crise, e não sabia! Minhas crises de ansiedade começaram a aparecer depois que eu passei por vários problemas familiares, e também depois que eu comecei a sofrer bullying na escola. Se eu não tivesse me tratado provavelmente hoje estaria sofrendo depressão. Eu tinha muito medo de falar em publico, e na escola eu sofria bastante. Sempre que os professores marcavam as datas para trabalhos e esses tinham que ser apresentados eu passava todos os dias me preocupando de como eu ia me sair, se os meus colegas iriam rir da minha cara, e principalmente a reação do professor se ele não gostasse da minha apresentação! Eu não conseguia dormir, e também não conseguia comer direito de tanta preocupação! E um dia , durante uma apresentação eu entrei em crise, fiquei paralisada na frente de todos e não conseguia falar nada, simplesmente as palavras não saiam! E ai o professor me levou pra psicóloga da escola, e então ela verificou que eu sofria de uma fobia social, um tipo de ansiedade bem comum. A partir desse dia eu fui fazendo vários acompanhamentos com a psicologa e fui tendo ótimos resultados. Mas onde eu quero realmente chegar é que, logo depois que eu tive essa crise na escola meus colegas/amigos passaram a mim apoiar bastante, algo que eu nunca imaginei. Dai fui ganhando confiança e percebi que falar em meio a muita gente não era um bicho de sete cabeças. Quando passei a me cuidar vi que tava muito magra, com meu peso abaixo do ideal, e nesse momento meus amigos me ajudaram muito, sem eles eu não seria quem eu sou hoje. Para eles não importava se eu tava magra demais ou gorda demais, importava o meu bem estar, então cuidei da minha alimentação, entrei em uma rígida dieta, fiz exercícios, e eles estavam lá para o que eu precisasse. Ou seja, se a Adelaide sofre de ansiedade, ela com certeza precisa do APOIO dos fãs, isso ajuda muito ! Se ela está magra demais não importa, fã que é fã vai lá é apoia ela, mesmo estando magra, porque o que importa é que por dentro ela esteja bem. E se ela se está cuidando melhor ainda, praticar exercicios e entrar numa dieta como ela esta fazendo faz um bem enorme para quem sofre de qualquer tipo de ansiedade ❤”

“Eu sempre sofri de ansiedade e por causa disso também sou insegura, as pessoas costumam achar que é frescura, que é só uma fase e que em um passo de mágica você pode se acalmar. Eu costumo entrar em pânico quando vou fazer vestibulares. Tive que tomar calmante uma semana antes do enem e meus pais ficavam brigando e dizendo que era um absurdo eu precisar disso. As vezes eu só queria poder ter controle sobre meu corpo e meus sentimentos sabe? Sofrer de ansiedade é terrível e enquanto a sociedade não começar a ver como um problema de sáude pública, muitas pessoas vão continuar entrando em depressões ou até caminhando para o suicídio”

“Olá! gostaria de dizer que achei muito interessante a iniciativa de vocês de falar sobre a ansiedade. eu sofro tag (transtorno de ansiedade generalizada) a bastante tempo. antes meus pais não viam aquilo como algo de grande relevância afinal, eu era uma criança e crianças sempre são ansiosa e inquietas, porém a partir dos anos eu comecei a ter vários ataques, na escola, na rua, sempre começava a soar frio, minha respiração ficava pesada, eu mal conseguia respirar e às vezes chegava a machucar a mim mesma, beliscando a pele, me arranhando, certa vez cheguei a sangrar. meus pais são separados e eu vivi desde os meus 4 anos de idade com os meus avós e a minha vó, digamos que ela não é la uma pessoa fácil de se conviver (mas eu amo ela de qualquer forma). eu costumava ligar para a minha mãe todas as noites, chorando. em casa era estresse 24/7 e aquilo era um dos principais motivos de eu sofrer o que sofria. foi quando meus pais resolveram me levar em um psicólogo e me “tratar”. mas a verdade é que, a ansiedade não tem cura, as pessoas que sofrem entendem o que quero dizer. anyways, hoje eu estou melhor. não vou dizer que não tenho mais ataques, que não suo frio ou que não sofro mais nenhum sintoma de antes, ainda é muito difícil de lidar com isso, principalmente quando dizem que tudo isso não passa de um mero teatro, que tudo que acontece é só “para chamar atenção”. as pessoas nem imaginam o que realmente sentimos. não é só o coração acelerado, ou você não conseguir dormir. é algo bem pior.”

 

Se algum de vocês está passando por uma situação de ansiedade na qual se sentem desconfortáveis ou até mesmo deprimidos, lembrem-se que não estão sozinhos! Nossa DM do twitter e instagram estão SEMPRE abertas para quem quiser conversar e desabafar!