Adelaide Kane Brasil » Adelaide Kane fala sobre as dificuldades que enfrentou antes de Reign - Adelaide Kane Brasil

Enquanto aguardamos pela nova temporada de Reign, selecionamos algumas entrevistas antigas que Kane concedeu sobre a série. Na entrevista de hoje, ela fala sobre as dificuldades que enfrentou até conseguir o papel de Mary Stuart na série.

Como Adelaide Kane saiu do extremo oeste da Austrália para ser coroada Mary, Rainha da Escócia?

Entre os anos de colégio de Kane, em Perth, e o seu papel principal na série Reign, houve ainda um período de adolescência na novela australiana, Neighbours. Então, quatro anos atrás, ela partiu para Los Angeles e enfrentou alguns perrengues, enquanto tentava encontrar o seu grande momento.

As dificuldades que ela enfrentou durante esse período, desencadearam insegurança e até mesmo ansiedade. “Eu estava tão cansada de ser infeliz,” ela se lembra. “Essa não é uma forma de viver.” Ela ficou perto de voltar à Perth e aos estudos quando um empurrão final de Hollywood lhe rendeu bons frutos. Kane participou do elenco de Power Rangers R.P.M., seguido por Teen Wolf.

Então, ela conseguiu colocar as mãos no roteiro de Reign. O papel de Mary Stuart pareceu perfeito para ela, ainda mais por sua mãe ser descendente da Casa Stuart. Kane conseguiu um teste antecipado e assinou um contrato sem que ninguém mais fosse cotada para o papel.

“As horas são longas e é um trabalho pesado, mas é fantástico,” Kane diz. “Eu nunca estive tão feliz quanto no último ano. Eu só preciso lembrar a mim mesma de respirar!”

Como a história nos lembra (bem como Reign, independente das suas indulgências históricas), Mary é uma adolescente monarca do século 16, que chega à Corte francesa com as suas damas de companhia para prosseguir com o seu casamento arranjado com o filho do Rei, o Príncipe Francis, que assegurará uma aliança estratégica com a sua terra natal.

Desnecessário dizer que complicações irão surgir e que Mary irá encarar muitos desafios – romântico, político e de vida ou morte.

Kane, muito alegre, a descreve como “arrogante, obstinada, vivaz, inteligente, de temperamento curto, simpática.”

Ela deveria ter falado também que Mary, como quase todos em Reign, é bonita, uma realização que ela satisfaz naturalmente,

Ela é uma jovem de 23 anos, de pele de porcelana, olhos castanhos enormes e lábios marcantes que rivalizam com os de Angelina Jolie. Contrastando com as roupas de Mary, na entrevista Adelaide está vestindo uma camisa que declara “Os bons nunca são fáceis e os fáceis nunca são bons.”

Deve ter sido difícil para Mary, apesar de ser chamada de forte e mesmo sendo conivente com a situação, viver em um mundo que está sob constante escrutínio, pressão e ameaça.

“Eu adoro quando você gosta de um personagem, até ela fazer algo que te desagrada e você passa a odiar por um tempo – então você volta a amá-la,” Kane diz. “Eu adoraria vê-la em momentos que o público pudesse se simpatizar com ela e até mesmo entendê-la.”

É quase certeza que Kane já interpretou esses momentos – oito episódios de Reign já foram filmados, ela está prestes a começar o nono.

Apesar de certas cenas serem filmadas na Irlanda, a maior parte da série será em Toronto, na qual Kane – que está um pouco reclusa – tem que passar longos dias na produção, chegando às 05:00 para maquiagem e penteado, saindo apenas na escuridão.

A carga de trabalho, juntamente com a incerteza em relação à recepção da série, deixa Kane um pouco aflita.

“Eu converso com as minhas amiga de Perth pelo Skype,” ela diz. “Na verdade, não estou namorando ninguém, porque ainda não sei por quanto tempo ficarei em Toronto. É solitário e isolador.”

Ela não está reclamando, apenas sendo honesta. Ser a estrela de uma série, mesmo com um grande elenco de apoio (incluindo Toby Regbo, Torrance Coombs, Megan Follows, Alan Van Sprang e Celina Sinden), pode ser intenso.

E então – na melhor hipótese – a preparação para as responsabilidades do estrelato é difícil.

“Eu estou realmente nervosa com a celebridade,” ela diz. “Vai ser demais.”

Mas Kane não deixa dúvidas de que ama atuar.

“Para mim, é libertador,” ela explica. Ela e seu irmão foram criados pela mãe solteira, “e eu passei uma grande parte da minha infância guardando os meus problemas para mim mesma – eu não queria sobrecarregar a minha mãe. Era difícil lidar com os meus sentimentos, então eu apenas os escondi. Então, eu descobri que atuar era uma forma de libertá-los.”

“Mas agora que sou uma adulta razoavelmente sã,” ela continua com um risada, “atuar é mais sobre tentar envolver outras pessoas: a atuação também é libertadora para o espectador.”

“Se a minha atuação tocar alguém, ou ajudar alguém a compreender-se um pouco melhor, ou fazê-lo rir, eu sinto como se eu tivesse dado-lhes algo,” ela resume. “Eu quero tocar a vida das pessoas e trazê-las junto comigo.”

Fonte: CBS

Postado por
• • • •
LEIA TAMBÉM!


Visite nossa galeria com mais de 30.000 imagens
layout criado por flávia e codificado por Gabriela Gomes - Todos os direitos ao Adelaide Kane Brasil